TREINAR OU NÃO DOENTE?

Quando treinamos em vigência de alguma infecção, seja ela viral ou bacteriana, ocorre a liberação de  grande quantidade de interleucinas inflamatória (IL-1, LL-10 e TNF-y) o que nos da a sensação de  prostração. 

Durante o treinamento ocorre uma atenuação da liberação dessas ILs o que nos gera uma sensação de bem estar. Todavia, após a sessão de treino a liberação dessas ILs aumenta muito, o que nos faz piorar muito fisicamente.
O catabolismo proteico aumenta muito durante sessões de treino em vigência de infecção: A recuperação muscular fica muito lenta e adaptação praticamente não ocorre.

Fluoroquinilonas classe de ATB muito utilizado para infecções urinárias e inibem a produção de colágeno tipo 1 e tipo 2 aumentando muito o risco de rompimento muscular e tendíneo durante o uso.
Se estiver doente, NÃO TREINE, DESCANSE E TRATE DEVIDAMENTE.

WhatsApp